O C6 Bank é um banco digital brasileiro que oferece, entre outros serviços, conta corrente, cartão de crédito e opções de investimento. Seus produtos são direcionados para pessoas físicas e pequenas e médias empresas. Similar a instituições de pagamentos digitais, como o Nubank e o Banco Inter, a instituição financeira não tem agências físicas e oferece atendimento online. 


Seu aplicativo está disponível para Android e IOS. De acordo com dados de 2020, o grupo tem 1,4 mil empregados, 325 consultores empresariais e 12 mil correspondentes bancários. O banco possui sede na Avenida 9 de Julho, em São Paulo, além de um banco nas Ilhas Cayman e uma corretora em Nova York e outra na capital paulista. 


Nesta quarta-feira (20), o C6 Bank anunciou que seu sistema de cashback aumentou a relação de troca entre os pontos de fidelidade Átomos e o saldo em reais que caem na conta do cliente. Por exemplo, ao juntar 100 pontos, que antes valiam R$ 2, agora se tornam R$ 2,8.


Vale ressaltar que duas conversões são feitas para ter o dinheiro de volta. A primeira é o gasto na compra que se torna pontos, e a segunda é uma passagem destes pontos ao real. Como exemplo, aquisições do C6 Carbon — equivalente ao Black da Mastercard — que gastam R$ 1,1 mil no crédito agora fazem 500 pontos, considerando o valor do dólar a R$ 5,5. Essa quantia de Átomos pode ser trocada para R$ 14 na conta, alcançando 1,3% do dinheiro original de volta. Consumidores do serviço "premium" ganham 2,5 pontos a cada US$ 1.


Dito isso, clientes do cartão C6 sem anuidade que usam um dos aceleradores de pontos conseguem acumular 308 pontos a cada R$ 1,1 mil, o que rende R$ 8 de cashback.


Para resgatar a conversão, basta ir à C6 Store, a loja virtual dentro do app do banco, e escolher uma das quatro opções de troca. Depois de alguns minutos, o sistema enviará um e-mail com detalhes sobre a operação; o crédito deverá ser aplicado em até cinco dias úteis e não é possível escolher cadastros de terceiros para receber o dinheiro. 





Além do cashback, os Átomos podem ser usados em programas de fidelidade das principais companhias aéreas brasileiras. 


A vantagem dos Átomos 


As pontuações acumuladas não expiram, independentemente da modalidade do cartão, e elas podem ser usadas antes do pagamento de faturas. Ademais, todos os usuários do banco participam automaticamente da iniciativa.


É possível aumentar o acúmulo por meio de dois planos pagos: o C6 10 custa R$ 10 por mês, e o C6 20 exige R$ 20. Simulações podem ser realizadas para prever a criação de pontos e decidir a melhor opção. 


Por fim, os pontos Átomos também são gerados com a portabilidade de salários — 3 mil pontos em 12 parcelas para cartões "normais" e 12 mil aos entusiasta do Carbon. O cadastramento de chaves do Pix também gera pontuação: 1,2 mil para o C6 tradicional e 6 mil no Carbon.