A pergunta pode parecer de resposta óbvia, mas, na verdade, muitas pessoas não sabem definir com exatidão. Ainda mais com a chegada dos cartões virtuais, a diferença entre um cartão de crédito e um cartão de débito pode ser difícil de definir. Conheça as diferenças e nunca mais erre quando te questionarem.


Qual é a diferença entre um cartão de crédito e um cartão de débito?


A diferença entre um cartão de crédito e um cartão de débito, à princípio, é óbvia. Mas, de antemão, pode-se dizer que ambos os produtos são instrumentos que nos ajudam a administrar melhor nossas finanças pessoais. 


O que é um cartão de débito?


Se você pesquisar em alguns sites, ficará surpreso ao descobrir que “débito” significa “dívida”. Isso poderia gerar tamanha confusão se todo mundo baseasse nesse sentido para entender o que é o produto financeiro.

Assim, define o cartão como um instrumento de pagamento, emitido por um prestador de serviços, cuja utilização implica a imediata disposição do saldo existente na conta associada ao produto financeiro.


O que é um cartão de crédito?


Não há tantas dúvidas sobre o “crédito”, pois os primeiros significados que se encontram para a palavra querem dizer “montante de dinheiro”. Ou seja, este é um meio de pagamento onde a instituição “empresta” o valor para compras sob certas condições de reembolso.


Talvez o erro mais comum no uso indevido de cartões de crédito seja solicitar um empréstimo para financiar outro. Mas, se para você estão claras as diferenças entre débito e crédito, entre seu próprio dinheiro economizado e dinheiro que não é seu, então, pode ter um melhor planejamento de suas finanças pessoais. 





Diferenças entre os cartões


Aqui estão algumas dicas para preparar melhor sua estratégia de crédito ou débito.


Cartão de débito


É seu próprio dinheiro. Ou seja, é o saldo em conta corrente. Você pode sacar dinheiro em um caixa eletrônico ou fazer um pagamento. O valor das operações é descontado automaticamente, e se não houver fundos para efetuar o pagamento, a cobrança será rejeitada.


Não tem custo nem taxa para a utilização do cartão ou para retiradas de dinheiro nos caixas eletrônicos do banco emissor. Mas, alguns saques nos caixas de outras instituições costumam gerar cobranças. Esse produto financeiro também permite que se faça transferências interbancárias e pague por serviços.


Cartão de crédito


Não é seu próprio dinheiro. Isso significa que tem que ser paga uma fatura. O montante devido pode ser liquidado de acordo com as diferentes modalidades de pagamento, com e sem juros, que as instituições oferecem para este financiamento. 


Você pode comprar bens ou serviços sem ter dinheiro. Apenas uma fatura é emitida ao final do ciclo com os valores das compras. Assim, o usuário paga e o limite é renovado. 


Existem cartões de crédito projetados para as necessidades específicas de um usuário. Eles oferecem promoções que podem ser usadas como ferramentas para planejar seus gastos em sua estratégia financeira pessoal. Por exemplo, quando permitem que você ganhe pontos para comprar outros produtos.